Transformando vidas

 

 

Uma de minhas ações voluntárias se dá por meio da Plan International Brasil, da qual sou membro do Conselho. Presente em 71 países, a Plan desenvolve metodologias para tratar as causas estruturais da pobreza infantil e das violações dos direitos das crianças.

Estive em São Luiz, no Maranhão, para acompanhar de perto os trabalhos de um dos projetos, o “Empoderamento econômico de jovens e mulheres”. As meninas são preparadas para garantir emprego e recursos para seus negócios. São orientadas a valorizar-se e combater o preconceito que sofrem simplesmente por serem do sexo feminino. Recebem informações sobre educação sexual, violência sexual e muitas outras para mudarem sua atitude diante da vida e transformarem sua história.

Foi extremamente recompensante ver de perto o impacto positivo do trabalho junto às meninas. Elas já começam a ter objetivos de vida, projetos pessoais e muitas até já se dedicam a iniciativas para ajudar outras crianças carentes.

Para mim, foi bom demais ter a certeza de como é importante fazer um pouquinho pelo próximo. Muitas vezes, requer uma boa dose de paciência, persistência e brilho nos olhos – tudo o que vi nas monitoras que lidam diretamente com as meninas carentes. Mas faz um bem ...

Eu me lembrei de uma frase de Melinda Gates que, com o marido, Bill Gates, comanda a Bill & Melinda Gates Foundation – o maior fundo privado dedicado a causas humanitárias em todo o mundo. Ela disse a uma publicação brasileira que “o dinheiro só tem valor se, de alguma forma, puder ajudar alguém a ter dignidade e uma vida melhor”. E para terminar, eu os convido a assistir a um vídeo emocionante e que resume a importância do trabalho da Plan com as meninas: https://www.youtube.com/watch?v=TT3IlMek8qA .