O “More of the same” já era

Sem muitos detalhes e tantos exemplos, de fato, o mundo mudou! Ainda paira uma enorme insegurança se essas mudanças vieram para ficar e se elas trarão mais benefícios ou malefícios para a humanidade. Mas, uma coisa é certa: o que funcionava antes, agora não se sustenta mais.  O que antes era esperteza, tornou-se malandragem. O que proporcionava apenas sucesso individual, agora significa fracasso geral. Como as pessoas se relacionavam, hoje não existe mais. O ambicionado exercício da democracia agora está  gerando uma direita conservadora.

Então, podemos prosseguir com diversas  situações que se vislumbram aos  nossos olhos.  Nesse contexto, por que não acreditar que o Franchising não é mais aquele de 30 anos atrás? O Franchising mudou e já faz  tempo... Isso simplesmente pelo fato de que as pessoas mudaram radicalmente nos últimos anos; não apenas pela forma de comunicação e relacionamento que adotaram em suas vidas, mas também como reflexo domundo que vivem. Desde comportamentos singulares do dia a dia até a idealização de sonhos e desejos, tudo se transformou. E como o Franchising faz para se adaptar a esse novo mundo de pessoas?

Se o Franchising é um sistema de gestão de pessoas, e se as pessoas mudaram, o sistema obrigatoriamente tem que acompanhar a evolução, ou involução, das pessoas que o acompanham. Esse é o grande desafio que tenho repetidamente colocado para vocês. “More of the same” já era. E, de sorte, trabalhamos para um Sistema que contempla a possibilidade de mudanças permanentes; basta estar atento e promovê-las.

A minha reflexão hoje é a seguinte: o que não está dando certo no meu “Franchising” que eu posso e devo mudar? Como posso atualizar e aprimorar o meu sistema, pensando em conjunto com a minha própria rede? O que pode ser alterado na cultura da  minha empresa que está afetando negativamente o resultado? Quais filtros precisam ser necessariamente preenchidos, classificados e qualificados para gerar valor ao meu produto ou serviço? Esse já é um bom começo!