O perigo dos clichês no mercado de varejo

Varejo disruptivo, digital first, marketing desbravador ... Clichês e modismos são parte do mercado corporativo. São expressões e palavras repetidas à exaustão pelas lideranças que nem sempre se dão conta de que, muitas vezes, são extremamente vazias. Não dizem nada, nem sempre fazem sentido e podem até confundir os liderados.

Os líderes – e aí eu incluo os franqueadores - antes de sair repetindo tais expressões, precisam rever seus discursos. Não são “palavras da moda” que levarão um negócio ao sucesso ou motivarão equipes de trabalho. É preciso falar o que faz sentido e o que é possível realizar. Sempre com clareza, para que todos os envolvidos no negócio entendam o que é preciso ser feito.

Para os franqueadores, faço a seguinte pergunta: o que faz sentido para o franchising?. O que é preciso fazer para melhorar a gestão, administrar conflitos, aumentar o reconhecimento da marca e dos consumidores, deixar a rede mais lucrativa e ter franqueados satisfeitos? Quem lidera uma rede convive diariamente com tais desafios. É preciso muita educação, dedicação, comprometimento e trabalho.  E principalmente ação, e não apenas palavras ao vento!!!