O que é Comunicação?

Muito se tem falado sobre a utilização da Mediação como procedimento para solução extrajudicial de conflitos. Inúmeros artigos, debates, seminários eworkshops estão sendo realizados com o objetivo de aculturar a sociedade sobre as características e benefícios desse instituto.

Mas, antes de discutirmos a Mediação, precisamos entender como é importante o exercício de uma boa comunicação com as pessoas. Uma comunicação sincera, transparente, autêntica e real. É a conversação que traz processos reflexivos. E, a partir do momento que você se atenta para ouvir o que você fala, a sua responsabilidade aumenta e você percebe conscientemente quais os ruídos que existem naquele diálogo. Não podemos esquecer que pensar, sentir e ouvir podem provocar mudanças significativas e, por isso,  devemos sempre estar alertas, gerenciando  os  nossos pensamentos automáticos para que eles não dominem o nosso comportamento e controlem a nossa mente.

Sabemos que o que une o corpo ao cérebro é a emoção. E a emoção deve ser verbalizada e não desconsiderada. Diferenciar o que sentimos daquilo que interpretamos dos outros é fundamental para criar um canal de comunicação eficiente. “Eu me sinto inspirado”  é  bem diferente de “eu me sinto provocado”.  Inspiração é um sentimento, provocação é uma interpretação do que o outro me faz sentir. Esse é o maior erro da comunicação: você não assumir o que sente e jogar para o outro a responsabilidade do que você está sentindo. Que tal prestarmos mais atenção nisso? Vamos diferenciar o que é sentimento do que é interpretação?

 

 

feedback-2466829_1920 (2).jpg