Culpa e responsabilidade na gestão de um conflito: o que você pode fazer entre as duas situações?

24ago18.jpg

Se você procura em dicionários, o termo 'culpa' significa, basicamente, 'atitude ou ausência de atitude, por ignorância, descuido, ação ou omissão, dano, problema ou desastre para os outros'. Já o termo 'responsabilidade', também em termos gerais, quer dizer: “obrigação de responder por meio de ações”.

Por que decidi em meu texto de maneira tão formal? Porque, em um conflito, geralmente, é procurada a culpa em uma tarefa de avalar a responsabilidade de cada um pela situação ou nas partes que causaram o problema total. E, se a razão é mais responsável pela responsabilidade e o sentido de responder pelo que você mais faz, é mais interessante e produtivo, um tipo de conflito entre franqueadores e franqueados, por exemplo, que cada um avalie suas responsabilidades no caso.

A gestão de uma rede de franquias precisa sempre ter início, meio e fim. E o fim deve ser uma intenção de manter uma relação, seja, é necessário que tudo se encaminhe de maneira a continuar no relacionamento. Problemas sempre presentes entre franqueadores e franqueados, é impossível acreditar que seja uma rede perfeita, não pode ser discutida, não existe. Mas, é importante que o trabalho de relacionamento seja feito depois que o faça de vez em quando, seja de vez em quando o relacionamento seja franqueado, ou seja, para que sejam cada vez mais espaçados e, quando ocorrerem, enxergue-se uma solução para eles preservar o negócio.

Com o relacionamento preventivo, franqueador e franqueado não existe um 'dono da verdade' no sistema de franquias. Embora seja o detentor da marca e seja o responsável pelas inovações, o franqueador é preciso e o ponto de vista do franqueado e o sujeito é o operador do negócio, aquele que está relacionado com o cliente final e que pode contribuir para a rede e, desta forma, a concorrência e as adversidades de um país como o Brasil, tão instável política e economicamente.

E então, você está mais interessado em imputar culpa ou assumir a responsabilidade por ele?