GESTÃO DE VAREJO E FRANCHISING

Saiba como melhorar o relacionamento de sua rede de franquias!

Por Novoa Prado em outubro 8, 2020

Reading Time: 4 minutes

O sucesso de um empreendimento de franquias depende do bom relacionamento entre os franqueados e franqueadores. Trata-se de uma parceria essencial para o êxito do negócio. É por meio do esforço conjunto das partes que se torna possível alavancar os resultados e agregar valor à rede.

Isso significa que é necessário trabalhar em equipe, partilhar interesses e objetivos em comum e se ajudar mutuamente, de forma a otimizar as operações, evitar problemas e tornar o trabalho mais célere, organizado e eficiente.

Pensando nisso, este artigo esclarecerá qual é a importância de ter um bom relacionamento com o franqueado e apresentará algumas dicas de como isso deve ser feito. Acompanhe a leitura!

Quais são os motivos de investir em um vínculo saudável com o franqueado?

A maior proximidade entre o franqueador e o franqueado é uma estratégia que traz um diferencial e resultados para o negócio. Ela precisa ser colocada em prática desde o processo de seleção dos franqueados e deve permanecer durante todo o tempo em que a unidade franqueada exercer suas atividades.

Quando a franquia não tem um bom desempenho, independentemente do motivo, o franqueado precisa adotar medidas para rever essa situação crítica.

Nesse sentido, o franqueador deve investir em treinamento para a equipe franqueada, com cursos de capacitação, palestras, ensino de técnicas de vendas, melhor postura e maneira de lidar com os clientes e a avaliação constante de desempenho a fim de aprimorar os serviços realizados.

Os franqueadores que se comprometem a oferecer suporte operacional e fornecer produtos devem primar pelo cumprimento de todas as obrigações que permitam aos franqueados trabalharem adequadamente. O acompanhamento das unidades franqueadas pelo franqueador permite que o franqueado receba a transferência de know-how de forma constante e necessária para seu sucesso e opere de maneira mais confiante.

Como melhorar o relacionamento do franqueador com a rede de franquias?

Confira a seguir algumas estratégias preventivas que ajudam a aproximar a relação entre as duas partes que compõem o contrato de franquia.

Ofereça uma boa consultoria

Para o bom desempenho das unidades de franquia, é preciso providenciar um apoio eficiente para os franqueados. Esse cuidado envolve o controle e acompanhamento contínuo do negócio, além de trazer segurança para a rede de franqueados.

Afinal, ninguém melhor do que o próprio franqueador, que detém um negócio de sucesso bem estruturado, para transmitir o seu know-how. Assim, os demais empresários que querem utilizar a sua marca vão tornar a franquia mais competitiva e fazer com que ela cresça e se destaque no mercado.

A consultoria de campo deve ser encarada pelo franqueado como uma aliada em sua operação. A equipe do franqueador, que visita as lojas, está lá para esclarecer dúvidas, apoiar com ideias para o marketing local, verificar o comportamento da equipe e sugerir estratégias para a melhoria do negócio como um todo.

É a consultoria de campo que faz a interface entre a unidade franqueada e a franqueadora, podendo levar do franqueado para a marca ideias que aprimoram o negócio e que podem beneficiar toda a rede. É sabido, no franchising, que muitas boas ideias surgem na operação, já que o franqueado é quem lida diretamente com o público final.

Portanto, as impressões do franqueado sobre produtos e serviços devem ser sempre levadas em conta para o aprimoramento do negócio. O bom consultor de campo aproveita cada visita para trocar essas experiências.

Disponibilize bons treinamentos para os franqueados

A rede de franquias precisa desempenhar as suas operações seguindo um mesmo padrão. Desse modo, é essencial oferecer um treinamento inicial apropriado aos franqueados, com o objetivo de uniformizar as práticas na rede.

Essa capacitação serve para que o franqueado conheça melhor vários pontos, como a estrutura do negócio, os direitos e deveres inerentes às partes, os elementos operacionais desse negócio e todas as atividades envolvendo uma franquia. Isso significa fornecer todo o conhecimento necessário que possibilita que a rede franqueada seja capaz de reproduzir o modelo inicial da franqueadora.

O treinamento precisa ser feito de maneira contínua e permanente — e não apenas no estágio de formação inicial da empresa franqueada. Até porque é importante analisar a situação do mercado com frequência, definir novas estratégias, atualizar as técnicas de vendas, ampliar os serviços oferecidos e capacitar os franqueados com frequência.

Lembre-se de que o grande valor de uma marca está na forma como se dá a relação entre o lado franqueador e seus franqueados.

Ouça com atenção o que os franqueados têm a dizer

Ouvir o que os franqueados têm a dizer é imprescindível para garantir um bom relacionamento. Para isso, escute as necessidades, críticas, expectativas e sugestões que os seus parceiros de negócio estão transmitindo. Não se esqueça de que eles são o principal ponto de contato com o cliente final e são seus olhos e ouvidos nessa relação.

Esse é um cuidado que permite ter uma visão mais ampla de todo o negócio e ajuda a estreitar o vínculo entre as partes, além de passar mais confiança para o franqueado. Assim, colabora para fortalecer a imagem e agregar mais valor para a marca.

Tenha clareza e objetividade na comunicação

O ideal é manter uma comunicação clara e objetiva com a rede. Não faça rodeios e explique todos os procedimentos com o máximo de detalhes possível. Também esteja disponível para solucionar eventuais problemas assim que eles surgirem. Da mesma forma, mantenha-se acessível e reserve tempo para dialogar de maneira aberta com os seus parceiros em convenções, palestras e outros eventos.

Não se esqueça de prezar sempre pelo respeito, união e engajamento entre os funcionários que compõem o quadro de equipe. Quanto mais estimulados e motivados a dar o melhor de si, maiores serão as chances de obter ótimos resultados.

A criação de uma rede de franquias exige um bom relacionamento entre a parte franqueada e franqueadora durante todas as fases. Portanto, é importante fazer essa parceria com sabedoria. Não se trata de apenas um custo, mas de um investimento que apresenta retornos praticamente garantidos.

O relacionamento em uma rede de franquias implica a análise e orientações de questões jurídicas do negócio. Quer saber mais sobre esse assunto? Entre em contato com a Novoa Prado e conheça os detalhes sobre esse tipo de relação!

[rock-convert-cta id=”55″]

deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *